PUBLICIDADES

9 de agosto de 2009

Inclusão Social: Hospital São Marcos recruta deficientes e avalia desempenho através do Programa Diversidade

Com o objetivo de avaliar o desempenho das atividades desenvolvidas pelos colaboradores que fazem parte do Programa Diversidade do Hospital São Marcos, foi realizada uma Confraternização no último dia 18, com os representantes do Programa Diversidade, juntamente com seus familiares e demais funcionários do Hospital.
O Programa Diversidade tem por finalidade selecionar, recrutar e desenvolver pessoas com deficiência inserindo-as no mercado de trabalho e os Hospitais da Sociedade Beneficente São Camilo praticam o programa através da contratação de colaboradores com deficiência, desta forma, o Hospital São Marcos realiza o momento para repassar as famílias o desempenho destes colaboradores.
“O momento foi de grande valia para os colaboradores que se expressaram sobre a experiência do novo trabalho ou para outros do primeiro trabalho. Os familiares avaliaram de forma positiva a evolução e a melhora na convivência, seja na escola, na vizinhança ou com os amigos, uma vez que, o trabalho que eles exercem é como um outro qualquer”, avalia Klebson Carvalho, diretor administrativo do HSM.
Na ocasião os representantes do programa realizaram uma pequena dinâmica com a proposta de mostrar a importância de sua colaboração para o bom funcionamento da instituição e, ainda, o ganho obtido pela entidade através da aprendizagem em conviver com estes colaboradores. Atualmente no HSM existem 5 colaboradores com alguma deficiência que compõem o quadro de pessoal.
No encontro foi abordada a questão da sensibilidade, da importância de se trabalhar mais o tema para que, os demais colaboradores, percebam a importância dos integrantes do Programa Diversidade sempre atentos as suas necessidades e respeitando seus limites. Após o momento de confraternização foi proposta uma reflexão sobre a deficiência em si.
“É importante que todos saibam que nem todas as pessoas são perfeitas, pois, em algum momento de sua vida já possuiu alguma deficiência que o impediu de se realizar como pessoa ou como profissional. E quando você se propõe a olhar o outro e entender que a sua limitação, seja ela física ou mental, não o impede de realizar seu trabalho, sonho ou projeto, isso nos mostra que nós, “ditos normais’ somos os verdadeiros deficientes, que nos limitamos muitas vezes a desempenhar ou a dar o melhor de nós em nossas funções”, concluiu o diretor Klebson.


Lilian Cacau - Assessora de Comunicação
Regional Centro Sudeste - SBSC
www.saocamilosaude.com

Nenhum comentário:

 

©2009 Célio Magrini | Template Blue by TNB