PUBLICIDADES

12 de agosto de 2009

Elias Wagner faz sucesso no Norte do País



O cantor e compositor capixaba Elias Wagner voltou na última semana de uma turnê que realizou no Estado de Rondônia, região Norte do País.. Lá, Elias visitou dezenas de emissoras de rádio, participou de uma festa tradicional do Estado e fez um show beneficente para captação de recursos ao Hospital do Câncer de Barretos. Elias Wagner ficou uma semana em Rondônia e mais uma semana nas estradas.
O artista foi uma das atrações da Expoasa – Exposição Agrícola Regional de Assai –, uma festa que acontece nesta época do ano em todos os municípios de Rondônia. Elias também fez um show beneficente para o Hospital do Câncer de Barretos, promovido pelo governo de Rondônia. “A apresentação foi emocionante. Estou muito feliz em ter contribuído de alguma forma para a causa”, disse o artista.
Outro momento emocionante para o autor de “Tudo e Nada” foi a visita ao Centro de Reabilitação Neurológica Infantil de Cacoal (Cernic). “No Cernic, recebi homenagens e fui presenteado. Foi uma grande experiência”, relatou Elias. Hoje, a entidade beneficia aproximadamente 210 portadores de necessidades especiais. O cantor também compareceu a 30 emissoras de rádio divididas em 10 cidades. “Durante as entrevistas nas rádios, os telefones não paravam de tocar. Os ouvintes ligavam para pedir os sucessos. O carinho do povo foi grande”, disse Elias, que confessou ter se surpreendido com a receptividade e aceitação do público.
“Nos shows, notei que todos cantavam comigo”, disse. Ele ainda acrescenta que durante sua estada mais de duzentas pessoas foram visitá-lo em sua hospedagem. A excursão foi tão bem sucedida que já existe a possibilidade do artista capixaba voltar a Cacoal (RO) no final de setembro para fazer mais shows.

O sucesso em Rondônia
O sucesso no Norte do Brasil, de acordo com Elias Wagner, se deve aos capixabas que migraram para a região levando as suas músicas. Para Elias, estes capixabas plantaram a semente, que germinou e agora dá frutos. “Os nossos conterrâneos levaram os CDs e os rondonienses gostaram”, conclui.

Nenhum comentário:

 

©2009 Célio Magrini | Template Blue by TNB