PUBLICIDADES

1 de abril de 2009

MPES pede anulação de eleição na Câmara de Vereadores em Boa Esperança

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES) ajuizou uma Ação Civil Pública com o pedido de anulação da eleição da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Boa Esperança. O motivo é que a chapa vencedora, acusada de improbidade administrativa, elegeu como presidente da Câmara Antonio de Assis Sopeletto Milanese (PMDB), pai do atual prefeito do município, Romualdo Antonio Gaigher Milanese.
De acordo com o documento, a situação viola “ao princípio da legalidade, impessoalidade, moralidade e eficiência”, e que “não haverá imparcialidade na condução da Casa Legislativa e muito menos quando se tratar de matéria afeta aos interesses dos gestores”. Também fazem parte da mesa diretora Petrônio Thomazini (PSDB) como primeiro vice-presidente, José Dionizio Da Paz (PTB) segundo vice-presidente, Maria Aparecida Batista, primeira secretária da (PT) e Nelson Caliari (DEM) segundo secretário.
A Promotoria de Justiça de Boa Esperança já tinha notificado, no dia 10 de fevereiro de 2009, a Câmara de Vereadores, recomendando uma nova eleição. Como o pedido não foi acatado, a Ação agora requer uma nova eleição, vedando a participação do vereador e pai do atual prefeito Antonio de Assis Sopeletto Milanese e citando os componentes da chapa na infração de improbidade administrativa.

As informações são do site http://www.mpes.gov.br/

4 comentários:

Anonymous disse...

Será que vai dar em alguma coisa isso.

Julianna

Anonymous disse...

Pena que não é respeitado nem as ordens da justiça!

Anonymous disse...

se fosse levado a sério a politica Boa Esperança seria bem melhor para viver.

Joelma disse...

na última sessão da Camara 5 vereadores votaram contra o pedido de afastamento da mesa diretora feito por Cida, José da Paz e Nelso Caliari.

isso é uma vergonha!

 

©2009 Célio Magrini | Template Blue by TNB