PUBLICIDADES

21 de abril de 2009

Mapa da Educação revela as 100 melhores escolas públicas


Parar tirar as dúvidas de muitos pais, o jornal A Tribuna, em sua edição 23.037, do domingo, dia 12, publicou uma reportagem especial do ranking das 100 melhores instituições públicas no Estado e um mapa dos municípios com os melhores índices na educação.A lista foi feita aproveitando o lançamento, neste mês, do Guia Espírito Santo em Mapas, desenvolvido pelo Instituto Jones dos Santos Neves.
No ensino fundamental, a seleção foi baseada no Índice de Desenvolvimento da Educação (Ideb), do Ministério da Educação-MEC. Os dados são de 2007, os mais recentes, já que o exame é feito a cada dois anos. O próximo será aplicado no final do segundo semestre e será divulgado em 2010.A nota é a média dos pontos obtidos na Prova Brasil, na qual os estudantes respondem a questões de Língua Portuguesa e Matemática. Também são somados à conta os índices de aprovação e o percentual de evasão.
Na avaliação do ensino fundamental por município, segundo o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2007, a rede pública de Vila Pavão se destacou, conquistando o primeiro lugar no Estado, oferecendo o melhor ensino até a 4ª Série.Já na avaliação por escola, a EMEF Prof. “Esther da Costa Santos” conquistou a segunda melhor nota, 6,2, atrás apenas da EMEF Experimental de Vitória-UFES, que obteve nota 6,3.
“Dentre as ações desenvolvidas pela escola para beneficiar os alunos, vale destacar o Projeto Arte na Escola, que atrai os alunos ao colégio fora dos horários de aula. As crianças têm lições de música, canto e teatro, para desenvolver a oralidade e aprender com mais facilidade a ler e escrever”, enfatiza a diretora Marlene Moronari
Para a secretária municipal de Educação, Lucinete Buge Zucateli, a ótima avaliação da educação pavoense no ensino fundamental deve-se a qualidade dos profissionais da área e dos investimentos realizados pelo prefeito Ivan Lauer. “Além do reforço escolar, são utilizados recursos multifuncionais, com materiais pedagógicos e de acessibilidade para a realização do atendimento educacional especializado. A intenção é atender com qualidade alunos, com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento, entre outros, matriculados nas classes comuns do ensino regular”, declarou.

Nenhum comentário:

 

©2009 Célio Magrini | Template Blue by TNB