PUBLICIDADES

13 de setembro de 2009

Projeto Ciência Móvel da Fiocruz visita São Mateus no aniversário de 465 anos da cidade


foto: Caminhão do projeto Ciência Móvel

Para enriquecer ainda mais a programação dos festejos de 465 anos de colonização de São Mateus, o município recebe, através da Secretaria Municipal de Educação, o projeto Ciência Móvel – Vida e Saúde para Todos, coordenado pelo Museu da Vida (MV), da Casa de Oswaldo Cruz / Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com a Fundação CECIERJ (Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do Rio de Janeiro). A exposição será aberta às 10h30 desta quarta (16). O encerramento acontece às 12h do sábado (19).
É a primeira vez que o projeto visita a cidade. Muitas novidades estarão à disposição do público no Ginásio Municipal Antônio Houri, no bairro Boa Vista, onde ficará a exposição e o caminhão do Ciência Móvel, que terá como novidade a exposição Energia. O secretário municipal de Educação André Nardoto ressaltou que a Secretaria estará colocando ônibus nas escolas para levar os alunos da rede municipal para visitar a exposição. “É uma oportunidade importante para nossos alunos aprenderem sobre ciência de forma interativa e com qualidade”, disse.
O projeto é um museu itinerante, que leva exposições, jogos, equipamentos interativos, multimídias, oficinas, vídeos científicos, contadores de histórias e palestras para a região Sudeste do Brasil. O objetivo é mostrar aos moradores e estudantes das cidades visitadas como a ciência está presente em seu cotidiano.
Gravidade Zero
O caminhão, que transporta módulos projetados para ensinar temas científicos de maneira divertida e interativa, apresenta como um dos destaques nessa viagem o Gyrotec. O experimento, construído pela Nasa para treinar astronautas, simula ausência de gravidade e é composto por três anéis que giram livremente em todas as direções, com todos os graus de liberdade.
Darwin
Além disso, o Ciência Móvel leva à cidade a exposição Nas Pegadas de Darwin, que traz informações sobre a vida do naturalista britânico, sua viagem no Beagle e sua passagem pelas Ilhas Galápagos. Em 2009, são comemorados os 200 anos do nascimento de Darwin e os 150 anos de seu famoso livro A Origem das Espécies.

Objetivo do Ciência Móvel
Promover a interiorização, nos estados da região sudeste, dos conhecimentos das ciências da vida, biomédicas e informações em saúde produzidas pela Fiocruz, a partir das experiências em divulgação científica que vêm sendo desenvolvidas pelo Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz e pela Fundação Cecierj- Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do Rio de janeiro.

Histórico do projeto
O Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz, em parceria com a Fundação Cecierj, apresentou o projeto “Ciência Móvel - Vida e Saúde para Todos” na chamada pública “CIÊNCIA MÓVEL”, da Academia Brasileira de Ciências, com patrocínio do Ministério da Ciência e Tecnologia. Foi um dos oito vencedores, entre 48 concorrentes de todo o Brasil.

Módulos Interativos em Exposição
Espelhos sonoros – experimento que permite demonstrar os princípios de funcionamento de uma antena parabólica. Tubos sonoros – tubos de metal com vários comprimentos reproduzem a escala musical e permitem demonstrar alguns princípios da formação da onda sonora.
Mini usina hidrelétrica – réplica que permite demonstrar como a energia elétrica é produzida.
Porquinho holográfico – espelho parabólico que projeta a imagem holográfica de um porquinho. Permite a demonstração de conceitos ópticos.
Pilha humana – bicicleta acoplada a um dínamo que permite demonstrar a transformação da energia cinética (do pedalar) em energia luminosa (lâmpadas que se acendem).
Oficina de microscopia – demonstração de células e tecidos de diferentes espécies.
Câmara escura – ambiente que simula a formação da imagem na retina.
Exibição de vídeos e palestras – o interior do caminhão, equipado com recursos audiovisuais, transforma-se num auditório para apresentação de palestras e vídeos informativos.
Exposição ‘Nas Pegadas de Darwin’.
Vídeo “Aedes aegypti e Aedes Albopictus - Uma Ameaça nos Trópicos”, de Genilton José Vieira.

SERVIÇO:

Confira os horários do evento:
Dia 16
10h30 - abertura com presença de autoridades, imprensa e alunos 13h30 às 17h – Visitação aberta ao público.

Dia 17
8 às 12h – Visitação
13h30 às 17h – Visitação
18 às 21h – Visitação

Dia 18
8 às 12h – Visitação
13h30 às 17h – Visitação

Dia 19
8 às 12h – Visitação

Fontes da Fiocruz para entrevista:
Miguel Oliveira (coordenador de operações): (21) 9386-0604
Waldir Ribeiro (coordenador de mediação): (21) 8845-5716

Nenhum comentário:

 

©2009 Célio Magrini | Template Blue by TNB